16°C 26°C
Ubatã, BA
Publicidade
Anúncio

Seif questiona recursos do governo federal e pede pressa em ajuda ao RS

O senador Jorge Seif (PL-SC) questionou, em pronunciamento nesta segunda-feira (6), se o governo federal realmente vai entregar todo o auxílio que ...

06/05/2024 às 18h31
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
 - Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
- Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Jorge Seif (PL-SC) questionou, em pronunciamento nesta segunda-feira (6), se o governo federal realmente vai entregar todo o auxílio que prometeu ao Rio Grande do Sul após a forte chuva que atinge o estado desde a semana passada. Segundo o parlamentar, Santa Catarina sofreu com enchentes em outubro do ano passado, mas nem 20% do que foi anunciado chegou aos municípios e às pessoas afetadas.

— Isso me traz uma grande preocupação. Será que vai ser só narrativa? Será que o governo vai, realmente, fazer o seu papel e, acima de tudo, com celeridade?

Seif afirmou ter entrado em contato com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, para prestar solidariedade e saber como poderia ajudar na tragédia. O senador disse que além de gravar vídeos pedindo doações, também está mediando a compra de 15 lanchas, 15 barcos infláveis e 15 botes motorizados para serem doados à Defesa Civil e ao Corpo de Bombeiros do estado.

— Além disto, nós tivemos um contato com o fornecedor de alimentos prontos das Forças Armadas. Qual é o grande problema? Quando essas pessoas, esses 200 mil abrigados, estão em alguns locais, escolas, estádios, coberturas, enfim, quando eles estão nesses locais, o maior problema é cozinhar para tantas pessoas ao mesmo tempo, para crianças, idosos, pessoas de todas as idades e de todos os tamanhos com a mesma fome. De três em três horas, de quatro em quatro horas, elas precisam comer, e, muitas vezes, não há forma de estruturar cozinhas industriais para tanta gente. Então, nós conseguimos um fornecedor das Forças Armadas que vai fazer doações de kits de alimentação pronta para enviar para esses locais onde os desabrigados estão alojados.

Para o parlamentar, também é preciso acabar com a burocracia para liberar os recursos necessários para suprir a necessidade do povo gaúcho.

— Nós precisamos fazer uma força-tarefa dos três Poderes — Judiciário, Executivo e Legislativo —, para que, a partir de hoje, uma MP, seja lá o que for que o governo federal, a Fazenda, enfim, quem tiver o poder e a autoridade para fazer, uma medida provisória emergencial, para que todos nós, 81 senadores, assinemos, os 513 deputados assinem, e façamos uma força-tarefa para que esses recursos cheguem lá hoje, de preferência daqui a uma hora, porque, quem está desabrigado, quem está com frio, quem está com fome, tem pressa. Não podemos esperar toda essa burocracia que, ainda que seja necessária para fins de controle, por se tratar de uma questão emergencial, precisamos tomar medidas emergenciais para ajudar o povo do Rio Grande do Sul.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias